Entenda o papel do técnico de enfermagem no Centro Cirúrgico

Esses profissionais são responsáveis por checar as condições estruturais e de segurança do ambiente, minimizando riscos

Tida como a maior força de trabalho da área da saúde, a enfermagem possui um amplo campo de atuação e é protagonista quando o assunto é cuidado. Entre os diversos setores assistenciais, o Centro Cirúrgico é visto como um dos mais importantes e que demanda maior cuidado e atenção dos colaboradores devido ao nível dos procedimentos realizados – o que exige da equipe foco e disciplina. 

Entre os profissionais que atuam no Centro Cirúrgico, como médicos cirurgiões, anestesistas e instrumentadores (quando necessário), o técnico de enfermagem é o grande responsável por organizar, preparar e garantir um ambiente limpo, seguro e controlado para que nenhum tipo de imprevisto aconteça – colocando o paciente no centro do cuidado.

Durante um procedimento cirúrgico, os(as) técnicas(os) de enfermagem verificam o funcionamento, conservação e manutenção dos equipamentos que compõem o setor para que a cirurgia – seja de pequeno, médio ou grande porte – aconteça da melhor maneira possível. Para Washington Conceição Jorge, técnico de enfermagem do Centro Cirúrgico do Hospital Samaritano Paulista (SP), o papel do técnico é fundamental durante todo o processo de cirurgia.

 “Nosso trabalho é preparar o ambiente com atenção aos mínimos detalhes, como checar se os equipamentos estão ligados e carregados, verificar a higiene dos materiais e instrumentos cirúrgicos que chegam da Central de Material Esterilizado, separar todos os itens que serão utilizados, medicamentos da farmácia – além de assegurar o paciente, observando o conforto e propensão a desenvolver um hematoma ou ferida”, conta. 

A rotina do técnico de enfermagem no Centro Cirúrgico 

A rotina de Washington começa ao checar as cirurgias previstas durante o plantão e, com a escala em mãos, trata de organizar sua sala com cuidado e atenção. “Analisamos o tipo de cirurgia que será realizada para providenciar os itens necessários, prevendo cenários e possíveis intercorrências. É um setor que exige um olhar crítico, analítico e cuidadoso para que nada falte durante o procedimento”, explica ele. 

Além de preparar o ambiente, Washington atua lado a lado com o médico durante todas as etapas da cirurgia. “Procuro deixar o paciente o mais confortável possível até o momento da indução anestésica porque a cirurgia não é entendida como algo normal; os pacientes sentem medo, é natural. No Samaritano Paulista atuamos em cirurgias de grande porte, como a cardíaca, que tem duração de 5 a 7 horas, por exemplo – e nosso papel é tranquilizar o indivíduo para que tudo ocorra da melhor maneira”, afirma o técnico. 

Segundo Washington, a cautela e a atenção são as grandes aliadas para um trabalho de excelência dentro do centro cirúrgico. “Todo e qualquer procedimento cirúrgico nos exige um entendimento e conhecimento técnico muito específico, pois cada cirurgia é única; são materiais diferentes, equipamentos diferentes e manter a calma durante o processo é fundamental. Intercorrências podem acontecer, estamos sujeitos a isso, mas com senso crítico e um olhar minucioso para cada etapa, conseguimos reduzir os eventuais riscos”, diz ele. 

Desafios do setor cirúrgico

Entre os desafios da enfermagem está a capacitação contínua. Por se tratar de uma área em que a tecnologia é muito utilizada, o estudo e treinamentos constantes são fundamentais para os técnicos, afirma Washington. “Gosto de ler artigos e me atualizar sobre temas relacionados à área, como indução anestésica, laboratórios especializados e entender o funcionamento da CME. Acredito que quanto mais conhecimento adquirimos, melhor será nossa assistência ao paciente”, finaliza ele. 

A organização do técnico de enfermagem é um dos atributos fundamentais para atuar no centro cirúrgico e manter-se calmo no processo é o grande desafio, aponta Washington. “Passamos por muitas etapas durante o preparo de uma cirurgia e fazer um check-list é importante para reduzir eventuais problemas durante o procedimento. Isso pode acontecer, mas é importante manter a tranquilidade para conseguir resolver tudo de forma consciente e ágil”, finaliza.

Mais conteúdos